Ambientes que lidam diretamente com a saúde das pessoas exigem cuidados ainda maiores. Manter a qualidade do ar desses ambientes está entre as medidas prioritárias dos administradores. Desenvolvido pela USP, o SuperAr é um potente esterilizador de ar para hospitais, clínicas, laboratórios, bibliotecas, arquivos, lojas, escritórios, bem como ambientes corporativos e residenciais que utilizem ar condicionado ou sejam frequentados por pessoas com alergias respiratórias.

Esse potente esterilizador de ar para hospitais e vários outros ambientes impede a proliferação de microorganismos diversos, que podem não só causar doenças como também destruir acervos e patrimônios. O SuperAr possui um exclusivo sistema de esterilização em alta temperatura e curto tempo (HTST, conforme a sigla em inglês), que propicia um potente processo de aspiração que esteriliza o ar em uma câmara superaquecida dentro do esterilizador.

Através desse sistema ocorre a oxidação dos microorganismos, total ou parcialmente, que resulta na desnaturação protéica interna desses e na sua conseqüente morte. O processo utilizado no SuperAr, e que o torna um excelente esterilizador de ar para hospitais, destrói microorganismos em estado vegetativo ou em forma de esporos, bem como fungos, vírus e outros de dimensões menores que 20 micrômetros. O SuperAr teve sua eficácia comprovada por laudo do Instituto Adolfo Lutz, que atestou que o equipamento diminui em 100% o número de bactérias em suspensão no ar.

O princípio básico desse esterilizador de ar para hospitais, ambientes corporativos e residenciais é simples: o ar entra no SuperAr em temperatura ambiente e, na câmara de esterilização, é tratado à temperatura de 230ºC. Em seguida, esse mesmo ar, já esterilizado, é resfriado em temperatura próxima à do ambiente.

O esterilizador de ar para hospitais, laboratórios, clínicas, entre outros, foi desenvolvido para extinguir mesmo os microorganismos mais termorresistentes (resistentes ao calor) como as bactérias, fungos e ácaros. E contém um mecanismo auto-regulador, que desliga automaticamente o sistema de aquecimento se a entrada ou saída do ar forem obstruídas, fazendo do SuperAr um equipamento bastante seguro.

Prático e versátil, o esterilizador de ar para hospitais, laboratórios, clínicas, bibliotecas, museus, arquivos, residências, pode ser usado em tomadas de 120 ou 220 volts. Como não emite ruídos, é ideal como esterilizador de ar para hospitais, uma vez que não causa qualquer incômodo aos seus usuários.

Economia é mais um ponto a favor do SuperAr. Graças ao exclusivo processo HSTS, não utilizada filtro e dispensa manutenção. Pode ficar ligado o tempo todo, como exigido em esterilizadores de ar para hospitais, pois o seu sistema de reaproveitamento de energia gera um custo semelhante ao de um microcomputador ou de 4 lâmpadas de 60 watts. O consumo máximo de energia do SuperAr não ultrapassa 266 watts.

Devido às suas pequenas dimensões, 53 cm e 5,6 kg, o SuperAr se adapta a qualquer ambiente e exige cuidados simples, semelhantes à maioria dos aparelhos elétricos.

Desenvolvido pela USP (Universidade de São Paulo), o SuperAr possui o selo de qualidade ISO 9001.